As aventuras de Diana e Luca no Rio de Janeiro

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Tonight is the night

Desde que voltamos dos EUA em fevereiro de 2007, as noites das crianças são nossas. Em resumo, com ou sem babá, com ou sem folguista, se Luca e-ou Diana acordam de madrugada, o adulto que acorda junto é um de nós: Lúcio ou Cristiana. A babá descansa plenamente, para, a partir das 8h da manhã, pegar no batente de novo. O Luca é um belo dorminhoco, igual a mim. Vai pra cama sozinho por volta das 22h, de TV ligada, e só se levanta no dia seguinte, depois das 8h. Já a Diana... foram poucas as semanas em que ela não se levantou pelo menos uma vez, no melhor de nossos sonos, em busca de um afago, um aconchego, uma conversa fiada. É de matar! E a gente que rala muito no trabalho durante o dia vive de olheira, de corpo cansado. Hoje mesmo, depois de um feriado de exclusividade, em que Lúcio e Luca estão fora, em que não contratei folguista, a pequena perdeu o sono às 4h. E eu que me forcei a dormir às 22h30 para acordar às 8h e correr... só consegui sair da cama agora, às 9h30! (E ainda tenho fama de dorminhoca; ah, se soubessem o que a Di faz com a minha noite...!)

Marcadores: ,

1 Comentários:

Anonymous Silvana disse...

O meu pequeno fez isso comigo até os 5 anos e ainda hj tem o sono muito leve.Coisas do Ofício: ser mãe

26 de abril de 2011 15:36

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial

 
Free Web Counter
Website Hit Counters